sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Querido Diamante

Olá meus desconhecidos...
Eu quero me desculpar pela ausencia aqui no blog, meu computador estava sem net e graças ao técnico estou de volta aqui, postando e "tentando" explicar meus poemas.

Querido Diamante

Querido Diamante,
Você é tão lindo e negro,
Tão caro e brilhante...
Moderno e perfeito;
Sempre errado a maneira dos outros.
Ouvi dizer que você padece a beira,
Que você machuca, e que você ama...

Querido Diamante,
Você é tão obscuro e sombrio,
Ao mesmo tempo belo e frio...
Ouvi dizer que você cuida,
Destrói... E mata.

Querido Diamante,
Você é tão louco e insano;
Tão feliz e triste...
Sempre esta sozinho; rodeado de pessoas.
Ouvi dizer que você...
Terá um fim terrível.

Querido Diamante,
Você me ilude e me satisfaz
Me tira o que você me trás;
Enquanto me engana,
Engana a ti mesmo.
Ouvi dizer que você vai morrer
Só não me leve com você!
Porque te odeio...

----------------------------------------------------------------------

Agora que terminei o poema, eu ganhei um selo do blog A cidade e Eu, e eu teria que escolher até 15 blogs aqui esta a listas dos que receberam meu selo :)


E repassem beleza? :)
Abraços

6 comentários:

Rafael Bardo disse...

belas palavras!
Quem será esse "Di-Amante"? rsrs
Gosta de poesias? lá no meu blog tem algumas que eu escrevo...passa lá tbm
abraços

J P F O X disse...

Este diamante é bem mais perigoso e sagaz que um simples chocolate. Isso eu tenho certeza.

JuANiTo disse...

Valeu Prince, pelo Selo!
E o poema , animal!
O odio e o amor estao lado a lado!
Abraco!

Juliana Lima disse...

poemas fascinantes, como sempre!
tem um selo pra você la no meu blog!

beijos

Letícia disse...

Forte e bonito
Beijoo

Teo disse...

O poema ficou bom demais, e obrigado pelo selo :)

Alias, tem uma promoção lá no Duplo Ironismo, você pode ganhar dois ingressos para o filme Bastardos Inglórios.

Abraços!